*

FICHA TÉCNICA
  • DATA DE LANÇAMENTO
    10/11/2009 - PS3, Xbox 360
  • DESENVOLVEDORA
    Spike
  • Distribuidora
    Namco Bandai
  • Classificação Etária
    Não informado(a)
  • Online
  • Número de Jogadores
    1-8
Fãs de Budokai Tenkaichi, fiquem a postos. A desenvolvedora da franquia, a softhouse Spike, resolveu trazer DBZ também para a nova geração, desembarcando algo como um “sucessor espiritual” de Budokai Tenkaichi. Intitulado Dragon Ball: Raging Blast, o título pretende se apóia nos mesmos pilares que mantiveram o sucesso a toda prova da consagrada franquia do PS2 . Entre eles, batalhas extremamente dinâmicas e arenas literalmente colossais.

Um dos elementos mais inconfundíveis das batalhas em DBZ certamente são as imensas arenas ao ar livre. Isso não é diferente em Raging Blast. Você poderá andar e voar através de cânions e pradarias sem fim, explorando cada pequeno detalhe do cenário — que, nunca é demais frisar, é de fato bastante extenso —, conforme controla o seu deslocamento vertical e horizontal respectivamente com os gatilhos e o direcional.

A geografia do cenário também deve servir para algo mais além de compor a paisagem. São várias reentrâncias para se utilizar em tocaias, e também será possível destruir partes do cenário para provocar dano no oponente, ou mesmo arremessá-lo para dentro de uma estrutura destrutível.

Entretanto, os combates propriamente ditos não fogem muito da fórmula consagrada de Budokai Tenkaichi. Dessa forma, quem já criou calos com a franquia do PS2 provavelmente vai encontrar em Raging Blast uma jogabilidade bastante familiar.
Comentários ()