Vídeo do BJ

O ano de 2011 trouxe dois excelentes RPGs para o mundo dos games. Um deles foi The Elder Scrolls V: Skyrim, da Bethesda, que recebeu o prêmio de Game of the Year (Jogo do Ano). O outro título é Dark Souls, da FromSoftware, que é considerado como uma continuação “espiritual” do surpreendente Demon's Souls.

Mas o que este segundo game tem de tão especial? Dark Souls propõe aos gamers um desafio muito mais elaborado do que os jogos convencionais, pois traz uma jogabilidade muito bem acertada e um nível de dificuldade assustadoramente alto. Pensando nisso, o Baixaki Jogos resolveu aglutinar um pouco da sanguinolência existente no mundo de Dark Souls, com um pouco de conteúdo relevante para quem precisa de uma mãozinha no jogo; tudo isso regado com o mais sincero bom humor que se pode ter em uma manhã cinza e chuvosa.

Img_normal

 O resultado você pode conferir acima: um vídeo mostrando um pouco da jogabilidade de Dark Souls, exaltando dois dos chefes mais comentados nos principais fóruns do game — o demônio “Capra” e o derradeiro inimigo, “Gwyn, Lord of Cinder”. Será que nossos redatores foram bravos o suficiente para conseguir derrotar o controverso rei, Deus da Luz do Sol?

Início árduo

O começo de Dark Souls é um pouco mais fácil do que era o início de seu antecessor. Mas, mesmo assim, a jogatina é bastante complicada. Você passa por um breve tutorial e logo já é conduzido até uma sala, onde enfrentará o “Stray Demon”. Trata-se de uma criatura gigantesca, que obrigatoriamente precisa ser aniquilada.

Passadas as primeiras dificuldades, logo você terá que enfrentar o famoso chefe da ponte. Para aniquilar esse vilão, a dica é subir até o alto da torre sobre a porta que dá acesso a essa ponte e atacar o bicho pulando lá de cima sobre ele. Daqui para frente, os mundos de Dark Souls ficam disponíveis para você acessar na ordem em que desejar, desde que você tenha poder suficiente para sobrepujar os inimigos de cada área.

Demônio sem cabeça, nem perna

Logo que você acessa o local chamado Undead Parish, você chega a uma catedral onde estão vários cavaleiros negros e feiticeiros, além do caminho para a torre na qual está localizado o primeiro sino. Se você passar a igreja pelo lado direito, poderá pegar um caminho que o conduzirá a um bonfire em frente ao castelo Sen´s Fortress. No piso imediatamente inferior ao fogo da salvação está seu melhor amigo, o ferreiro Andre.

Img_normal

Descendo a escada defronte ao beneficiador de armas, você encontra o primeiro “Titanite Demon”. Trata-se de uma criatura azul, sem uma das pernas e com uma espécie de imã no lugar onde deveria estar sua cabeça. O tenebroso bicho carrega consigo um tridente que o permite disparar raios.

Para enfrentá-lo, a dica é se proteger atrás de alguma estrutura rochosa, para evitar as magias que a criatura lança. Assim, quando você tiver a criatura na mira, lance o maior número de feitiços que você puder; lembre-se de que é preciso esperar ela se recuperar de um ataque para só então lançar o próximo. Por mais engraçado que possa parecer, a fraqueza do bicho é a eletricidade. Então, se você tiver raios para atirar nele, a luta será potencialmente mais fácil.

Na falta de feitiços, uma boa dose de pancadas também resolve. Nesse caso, lembre-se de ficar sempre atrás dele, para que o maldito tridente não lhe alcance, e evite ficar embaixo do monstro quando ele pular. É só ter um pouquinho de paciência que ele morre logo.

Mr. Capra

A próxima criatura que enfrentamos em nosso gameplay foi o temido chefe “Capra”. O demônio dos machetes está localizado quase no final da área Lower Undead Burg, logo após você passar por algumas casinhas de madeira. Como em todos os chefes de Dark Souls, procure não entrar desacompanhado no jardim onde o pérfido vilão está. Dois companheiros é o número ideal.

Ao penetrar na neblina, a primeira ação que você deve tomar é a defesa. Como se sozinho o Capra não fosse difícil o bastante, há dois cães infernais que estão com ele. O macete é: primeiro cuidar dos cachorros e depois se concentrar no bichão. Caso você possua magias de fogo, é possível subir até o topo da escada e alocar-se sobre a quina da extremidade superior direita do corrimão. De lá, acerte o monstro até que ele morra!

Ou, ainda, faça como nós: confie em seus companheiros e tente se manter vivo até que “Capra” seja devidamente abatido.

O derradeiro desafio: Gwyn, Lord of Cinder

Para conseguir terminar Dark Souls, você pode deixar de matar um ou outro chefe, e a ordem dos confrontos não é muito fixa. Mas a derradeira batalha será contra “Gwyn”, no final do Klin of the First Flame. Para acessar esse local, você deve conseguir as almas dos chefes: “Seath the Scaleless”, “The Bed of Chaos”, “Gravelord Nito” e “The Four Kings”. Este último, em minha opinião, é o monstro mais difícil do jogo.

Img_normal

As fraquezas de “Gwyn” são fogo (pois é...) e armas que infligem algum tipo de dano mágico. Para derrotá-lo, o primeiro requisito é ter paciência: trata-se de um chefe um pouco demorado. Você deve ficar sempre à meia distância do Lorde da Luz do Sol, defendendo-se e esquivando-se praticamente o tempo inteiro. Fazer com que “Gwyn” suba em algo e fique um patamar mais alto do que você é uma ótima estratégia, que tornará muitos dos ataques dele ineficazes.

Assim, equipe seu personagem com itens de resistência a fogo e siga a tática mais básica possível: defender, esquivar e contra-atacar. Vale lembrar que, se você conseguir companhia para enfrentar o chefe final, o trabalho ficará muito menos complicado, pois os ataques de seu parceiro desviarão a atenção do poderoso lorde. Ao derrotá-lo, há duas possibilidades: ascenda o bonfire e veja o final “To Link the Fire” ou apenas saia da sala e veja o fim “Dark Lord”.

Ódio no olhar

Dark Souls é um excelente game, mas que também tem seus defeitos. Alguns dos principais bugs são:

Img_normal

  • A brusca queda de frames quando há muita ação na tela; um exemplo disso pode ser constatado no momento em que passamos ao lado de uma fogueira, um pouco antes de chegar ao “Capra”;
  • a queda de frames que travam a jogabilidade em Blighttown, o mundo das passarelas de madeira que possui lodo venenoso no solo, deixando seu personagem envenenado;
  • as frequentes falhas para invocar companheiros de jogo. Elas são, possivelmente, são decorrentes de problemas com a conexão à internet;

Img_normal

  • muitos lags durante PvP. Confira o vídeo e veja como é irritante levar um “parrying” de um oponente que está tão longe!

Vale acrescentar

Dark Souls é uma produção gigantesca que disponibiliza muito conteúdo no “late game”. Isso quer dizer que terminar o título é apenas uma das tarefas que você cumpre, mas que não encerram seu prazer em jogar.

Há fases inacreditáveis, como o mundo de cristal, onde tudo é transparente, o 100% escuro Thumb of Giants e a incrível fase secreta na pintura que fica dentro da catedral em Anor London. O conjunto da obra faz com que DS ocupe um lugar de destaque dentro da indústria dos games e faz por merecer a excelente crítica que o jogo despertou na imprensa especializada.

Finalmente

Agora é sua vez. O que você acha que o BJ pode fazer para deixar a jogabilidade comentada mais legal ainda? Quais jogos você querem que sejam jogados? Não se esqueçam de comentar o vídeo no YouTube e bom divertimento!

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!