O último ano do século XX foi um período marcante para o mundo do entretenimento virtual. Mais do que isso, a data específica de 4 de março de 2000 ficará entalhada na história, como sendo o ano em que a Sony lançou o PlayStation 2: o "Highlander" dos video games.

Fonte: Divulgação/Sony

A plataforma chegou aos gamers prometendo entregar gráficos incríveis e uma capacidade técnica até então nunca vista em nenhum outro console existente. E foi exatamente isso que aconteceu no decorrer dos anos seguintes. O “Play 2” recebia cada vez mais jogos, dos mais variados gêneros e estilos, sempre mostrando o quão longe as capacidades gráficas do aparelho da Sony poderiam chegar.

Morre ou não morre?

Hoje, mais de 12 anos após o lançamento da máquina, o PS2 continua lutando bravamente para sobreviver em meio a um mercado de alta definição e tecnologia de captação de movimentos. Mas, incrivelmente, o console ainda consegue afetar mais de um nicho de público. Por exemplo, há quem é saudosista e mantenha seu Playstation 2 ligado à TV para aqueles momentos em que “a saudade bate”.

Por outro lado, há quem ainda vai ter seu primeiro contato com os games e, por questões de disponibilidade (financeira, logística ou outra qualquer) acabe por ser agraciado com um PS2 novinho. Será que ele ainda vale a pena? Certamente que sim. Por quê? Veja algumas razões:

  1. a biblioteca de jogos é monstruosa. São, de acordo com o PS Blog, existem mais de 1.800 títulos diferentes para o "Highlander". Se você jogasse um jogo por dia, levaria pelo menos cinco anos para testar todos;
  2. o custo do console é muito reduzido, o que o torna acessível para praticamente todo mundo. Você pode comprá-lo com as atualizações mais atuais existentes, e ligá-lo utilizando um cabo video componente, caso você tenha uma TV mais moderna;
  3. ainda são lançados jogos. Isso mesmo, o PS2 ainda ganha novos títulos. Claro que a frequência de lançamentos é bem pequena e praticamente só grandes franquias chegam ao pequeno console. Mas, o fato é que todo ano aparecem novidades;
  4. a subsistência da concorrência é muito mais cara. Por exemplo, hoje você até consegue comprar um PlayStation 3 por menos de mil reais. Entretanto, cada um dos jogos desse console sai em torno de R$ 100 e os lançamentos ficam praticamente pelo dobro desse valor.


E as razões ainda não acabam por aí. Mesmo assim, vamos mudar um pouco o foco da conversa. Inúmeros títulos de franquias que são sucesso de crítica e vendas na sétima geração de consoles são provenientes de experiência bem sucedidas feitas com a geração anterior da Sony.

Democracia de gênerosO PS2 agradava a gregos e troianos
O primeiro de todos os nomes que precisam ser citados aqui é God of War. A obra arrancou o fôlego dos jogadores quando foi lançada, apresentando a suprema direção de arte e até onde a capacidade gráfica poderia chegar. Depois de ter experimentado as duas edições que foram lançadas para PS2, pode ter certeza que a maneira com a qual se encara God of War 3 é completamente distinta.

O console imortal também teve uma safra privilegiada de RPGs. Só para ilustrar um pouco, foi ele quem recebeu o clássico Final Fantasy X, no qual os jogadores assumiam o controle de Tidus, Yuna e Auron para conseguir lutar contra as animosidades de Yu Yevon.

Fonte: Reprodução/PlayStation
Final Fantasy XII não foi tão aclamado, mas também compôs o hall de ótimos jogos como também fez a trilogia de Shadow Hearts. Na mesma linha estão Magna Carta, Kingdom Hearts 1 e Kingdom Hearts 2, Dragon Quest VIII, além de outros nomes de peso até hoje na indústria dos games.

Para ter certeza de que existem muitos jogos bons mesmo, veja mais alguns títulos de outros gêneros, que fizeram muito sucesso no PS2: Grand Theft Auto: San Andreas, Fatal Frame, Resident Evil 4, ICO, Shadow of the Colossus,Silent Hill 2, 3 e 4, Gran Turismo 3: A-Spec, Metal Gear Solid 2, Gun, Indigo Profecy, Marvel Super Heroes e muito mais!

Casualidade sempre em alta

O gênero de esportes é um dos mais privilegiados no PS2 e, possivelmente, configura uma das razões pelas quais o console conseguiu perdurar tanto. Quer jogar um título de futebol hoje? Que tal, então, pegar FIFA 12, o mais atual game de futebol da Electronic Arts?


Os jogos infantis também não perdem a chamada e nomes como Ben 10 e High School Musical marcam presença praticamente todos os anos. Games casuais, como Guitar Hero 5, possuem versão para o PS2 juntamente com todos os periféricos que os jogadores têm direito.

Daqui para a eternidade?

O tempo passa, o tempo voa, e o PlayStation 2 continua subsistindo. Mas é evidente que a cada dia que passa, a força do console está um pouco mais fraca. O príncipe da Sony, PlayStation 3, está pouco a pouco assumindo o reinado do seu irmão mais velho.

Até o começo deste ano, o PlayStation 2 havia vendido mais de 150 milhões de unidades em todo o mundo. Junto com esse número, a plataforma vendeu mais de 1,5 bilhão de games — isso sem contar os inúmeros títulos piratas e de indústrias informais paralelas.

Fonte: Reprodução/StatisticBrain
O jogo mais comprado pelos donos do PS2 foi Grand Theft Auto: San Andreas, que sozinho atingiu 17,33 milhões de cópias vendidas. Com esses números magníficos, o console da Sony da sexta geração de video games está finalmente estabilizado e sem mais perspectivas de crescimento. A cada mês o console tem um decréscimo nas vendas e no número de jogadores dedicados a ele.

Se cair, cai de pé

É por essas razões que o PlayStation 2 é o Highlander dos games, com seus mais de 12 anos de existência e com fôlego restante para mais alguns outros. Agora é sua vez de contar sobre sua experiência com o Play 2. Eu ainda tenho o meu, e você ainda tem o seu?

Aguarde... Carregando a enquete.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!