*

FICHA TÉCNICA

Embora a temática sugira um RPG, Hunted: The Demon’s Forge, da produtora Bethesda, é na verdade muito mais parecido com um jogo de ação cooperativo. Sob o seu comando, aparecem uma arqueira, ágil e leve, cuja perícia envolve principalmente os ataques à distância. Completando o alcance tático da dupla, aparece um imenso Conan “wannabe”, cuja perícia envolve... socar qualquer coisa até que ela pare definitivamente de se mexer.

Mas os objetivos da dupla não fazem jus à honraria Tolkieniana. Trata-se, a bem da verdade, de dois caçadores de recompensa. Uma cidadezinha decadente parece ser alvo dos ardis de algo verdadeiramente maligno — algo que rasteja entre os corredores obscuros de uma masmorra, é claro. Dessa forma, o prefeito lança um pedido desesperado, que é atendido pelos dois interesseiros.

Afora a temática fantástica, a jogabilidade de Hunted lembra muito um título clássico de ação, ou mesmo um jogo de tiro. A todo o momento, a elfa Elara será responsável pelos ataques à distância, enquanto o seu portentoso companheiro se encarrega de derrubar qualquer coisa mais próxima. Ambos os personagens têm acesso ainda a alguns tipos de mágica, seja para congelar um inimigo, fazê-lo levitar, entre diversos efeitos afins.

Uma das características mais interessantes de Hunted aparece no conceito “cooperativo online” do título. Basicamente, a qualquer momento, você poderá transportar o seu personagem para dentro da aventura de outro jogador online, levando consigo todos os tesouros que tenha conseguido até ali — embora não sejam possíveis partidas em tela dividida. No mais, os calabouços incluem diversas possibilidades de exploração e puzzles.

Comentários ()