Se você ainda não jogou MotorStorm RC, tenham em mente uma única coisa: não se trata do mesmo jogo que você está acostumado a ver no PlayStation 3. Apesar de compartilhar o mesmo nome, trata-se de algo completamente diferente e que certamente vai fazer os fãs das corridas em meio ao caos estranharem a nova abordagem.

Porém, isso não quer dizer que a estreia da franquia no PlayStation Vita seja ruim. Desde que foi anunciado, sua proposta diferenciada já deixava claro que ele era algo diferente do que havia sido feito até agora, mas que a tradicional diversão descompromissada das disputas de alta velocidade continuaria presente.

aprovado

Diversão sem compromisso

O grande mérito de MotorStorm RC está exatamente na forma com que toda a disputa acontece. Não há um modo história ou campeonatos fechados que você deve participar para avançar no game. Tudo gira em torno de diversos eventos simultâneos que liberam novas arenas à medida que você coleta medalhas por seu desempenho.

O interessante é que o jogador pode transitar entre eles com total liberdade, não ficando preso a uma única competição. Desse modo, você pode disputar uma prova em Monument Valley e, em seguida, experimentar os desafios de Artic Edge sem qualquer restrição — contanto, é claro, que você tenha a quantidade de medalhas necessárias para abrir cada prova, é claro. Trata-se de um progresso não linear que funciona muito bem na prática.


Além disso, as próprias fases também trazem desafios variados, o que ajuda a evitar a repetição. Cada circuito traz uma espécie de missão e que irá conceder as medalhas que abrirão novas áreas.

Essas pequenas tarefas se dividem em apenas três tipos. A corrida propriamente dita não possui mistério algum, já que você deve acelerar em busca do primeiro lugar. Paralelamente a isso, há a busca pelos melhores tempos em cada volta e o chamado Purchase, que é um misto dessas duas modalidades e obriga o jogador a ultrapassar um determinado número de competidores em menor tempo para obter a melhor pontuação.

O fato de esses estilos estarem misturados em todos os festivais faz com que MotorStorm RC tenha uma dinâmica própria, exigindo habilidades diferentes dos pilotos a cada nova prova. Além disso, como as disputas exigem um tipo diferente de veículo, é preciso se adaptar às características de cada tipo de carro antes de acelerar seu com brinquedo.

Pistas que toda criança sonhou

Se você já brincou com carros de controle remoto, certamente já deve ter perdido muito tempo criando pistas elaboradas para fazer os veículos derraparem nas curvas ou voarem sobre obstáculos, certo? Pois MotorStorm RC se destaca exatamente por resgatar esse ponto tão divertido da infância de muita gente.


O design de todos os circuitos é muito criativo, trazendo trajetos sinuosos que vão exigir muita perícia na hora de manter e ganhar posições. Como estamos falando de algo feito para suportar carros de brinquedo, tudo parece estar sempre bagunçado e confuso, o que pode atrapalhar seu desempenho durante uma prova. No entanto, isso não se torna um ponto negativo exatamente por fazer parte do desafio e da própria diversão do game.

Outra novidade é a nova câmera posicionada na parte superior da pista, trazendo uma visão mais ampla do que está acontecendo. Embora isso possa confundir quem está acostumado com as perspectivas clássicas de jogos de corrida, visualizar o cenário com um pouco mais de distância ajuda o jogador a se localizar em meio à bagunça e faz com que MotorStorm RC se torne um título muito mais voltado ao estilo arcade do que as clássicas competições de velocidade.

reprovado

Esse é o potencial do Vita?

Desde que a Sony anunciou o PlayStation Vita, o grande enfoque dado pela empresa era seu potencial gráfico quase equivalente ao de um PS3. Contudo, não é isso que vemos em MotorStorm RC.

Não se engane: os gráficos não são assim

Não que o visual seja feio, mas não faz jus ao que o portátil pode fazer, já que tudo é muito simples e sem grandes detalhes. Isso até consegue ser maquiado com a câmera mais distante, mas basta aproximar um pouco mais para perceber a falta de texturas e de cuidado na hora de modelar o cenário e os próprios veículos.

Para um aparelho que deveria ser um PS3 de bolso, MotorStorm RC não vai muito além de um título de PSP melhorado.

Cadê o multiplayer?

Não é porque estamos falando de um console portátil que alguns recursos devem ser simplesmente eliminados — principalmente se for algo tão fundamental quanto um modo multiplayer. Mesmo com o PlayStation Vita tendo uma conectividade à PSN que permitiria partidas online com vários amigos, a Evolution Studios optou por deixar isso de lado e apostou em uma simples comparação de placar.

Fonte da imagem: PlayStation Fórum
Isso é divertido? De certo modo, já que tentar derrubar o melhor tempo de um amigo ou até mesmo de um desconhecido pode ser um desafio e tanto, mas não se compara à diversão de saber que os carros correndo ao seu lado são jogadores de verdade.

Vamos fingir que personalizamos carros

Se você é um fanático por modificação de veículos, saiba que MotorStorm RC vai deixá-lo na mão nesse quesito. Por mais que você possa alterar o visual de seu carro, as opções são muito limitadas e praticamente não fazem diferença.

Apesar de haver 165 modelos disponíveis, a única alteração estética permitida é a cor e o padrão de pintura do chassi. Nada de alterar sua estrutura ou adicionar peças novas para potencializar velocidade ou aceleração. Trata-se apenas de um enfeite que não empolga.

vale a pena?

Mesmo com a mudança de direção, MotorStorm RC consegue manter viva a essência da franquia: a diversão. As diferenças são perceptíveis, tanto em termos de jogabilidade quanto de proposta, mas o jogo continua muito divertido e vai conquistar até mesmo quem não é muito fã do gênero.


O tamanho diminuto dos carros e das pistas não interfere no dinamismo das corridas, que continua intacto e empolgante. Além disso, o fato de as competições não serem lineares e darem ao jogador a liberdade de transitar por praticamente todos os campeonatos deixa o título bem variado e desafiador, já que os diferentes tipos de provas vão exigir mais do jogador.

Por outro lado, o game derrapa — com o perdão do trocadilho — em pontos fundamentais em um jogo de corrida, como um modo multiplayer e personalização consistente de veículos. Talvez por querer inovar demais, a Evolution Studios se esqueceu de fazer o básico.