A ideia de David Cage com Beyond: Two Souls não é criar um game. E ele espera que os jogadores embarquem nessa viagem, deixando tudo de lado e se identificando com a personagem principal e compartilhando sentimentos com ela. Para o designer, o título não é nem mesmo um “filme interativo”, e sim, algo mais orgânico tanto em termos gráficos quanto de roteiro.

De acordo com o principal nome por trás da desenvolvedora Quantic Dream, a ideia de Beyond é dar ao jogador a sensação de que suas escolhas não são restritas. A trama foi desenvolvida de forma a passar a ideia de que todas as opções têm consequências e de que existe uma verdadeira liberdade no mundo do game.

Em comparação com Heavy Rain, Cage afirma que Beyond tem um mundo muito mais aberto e não apresenta uma trama tão linear. Mas o ideal é ir muito mais além disso e encarar a protagonista Jodie como alguém real, com quem o jogador possa se relacionar.

Foi assim que tudo funcionou para o criador, que escreveu o roteiro do game com Ellen Page em mente. Cage afirma que esse é seu método de trabalho para qualquer trama, mas, no caso de Beyond: Two Souls, o script acabou se encaixando tanto com a atriz que ele não teve opção a não ser tentar contratá-la para o título.

Cage, porém, teve medo de que ela não aceitasse o trabalho devido às diferenças em relação a um filme ou game tradicional. De acordo com ele, o roteiro de Beyond é cerca de quatro vezes maior que o de um longa convencional, devido às diversas variações, e exigiria que Page decorasse centenas de páginas de diálogos. A atriz aceitou tudo de bom grado e sempre se mostrou extremamente feliz de estar envolvida no projeto.

Img_normal
O roteiro de Beyond levou um ano para ser finalizado e a negociação com Ellen Page aconteceu há cerca de um ano, na semana anterior à E3 2011. Ao mesmo tempo, uma nova tecnologia de captura de movimentos era desenvolvida pela Quantic Dream, resolvendo o que para Cage era o principal problema de Heavy Rain: a diferença entre as performances de voz e corpo.

De acordo com Cage, a novidade transformou a experiência de mocap e permitiu que os atores dessem tudo de si aos trabalhos. A preocupação com a tecnologia foi extinta, afirma ele, e tudo ficou mais orgânico e natural. O resultado já pode ser percebido na demonstração de Beyond: Two Souls, exibida durante a conferência da Sony na E3 2012. O game exclusivo do PlayStation 3 chega em 2013.

Fontes: The Verge, VG24/7

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!