Durante uma conferência da Ubisoft exclusiva para jornalistas convidados, o diretor criativo da franquia Assassin's Creed, Alex Hutchinson, afirmou que a história de Desmond Miles deve acabar em algum momento. Ele diz orientar sua equipe para pensar nos títulos como um seriado, no qual a trama pode continuar mesmo que os personagens mudem.

Para ele, exigir que os jogadores se lembrem claramente de anos e anos de história não é uma alternativa interessante. Na opinião de Hutchinson, Assassin’s Creed pode contar histórias independentes – como as de Altair ou Ezio – sem necessariamente contar com uma constante como Desmond. Essa separação está sendo iniciada no terceiro game da série que, segundo ele, só tem o protagonista como elemento de ligação ao passado da franquia.

O game chega às lojas em novembro para PC, Xbox 360 e PlayStation 3.

Fonte: Polygon

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!