Img_normal

Enquanto a Microsoft segue tranquila com a série Halo, a Sony tenta encontrar seu correspondente à altura no PlayStation 3. Afinal, qual seria a franquia com potencial para repetir o sucesso da saga de Master Chief? Uma das apostas foi Resistance, mas algo deu errado no meio do caminho e a própria Insomniac reconhece quais foram as causas que impediram a série de repetir o fenômeno do rival.

Em entrevista ao site Kotaku, o diretor-executivo do estúdio, Ted Price, explicou que a produtora fez grandes mudanças na mecânica a partir de Resistance 2 e que, apesar de isso ter surpreendido muita gente, a recepção não foi tão positiva quanto se esperava. Segundo ele, as diferenças existentes entre o primeiro e o segundo jogo foram demais e assustaram o jogador — o que pode ter sido fatal na hora de alavancar a marca.

Diante disso, Price explica que o principal objetivo de Resistance 3 foi retroceder e resgatar alguns dos elementos que seu antecessor deixou de lado, principalmente após os pedidos dos fãs. A tentativa de retornar à mecânica mais familiar em conjunto com uma história mais pessoal e envolvente foram as principais armas da Insomniac, responsáveis por fazer com que o FPS lançado em 2011 seja tão querido pela equipe de desenvolvimento.

Fonte: Kotaku

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!