*

FICHA TÉCNICA

Uma das premissas mais básicas de TERA: The Exiled Realm of Arborea, (ou simplesmente TERA) MMO dos mesmos criadores da série Lineage, é a jogabilidade extremamente amigável. Embora a maioria das mecânicas de MMOs clássicos ainda se faça presente, encarar um inimigo aqui é tão simples e intuitivo quanto estourar miolos em um FPS ou distribuir pancadas em um jogo de ação. TERA pode ser jogado tanto com mouse e teclado, quanto com o controle do Xbox 360.

Todos os ataques aqui ocorrem em tempo real: basta apontar para o inimigo, e atirar — ou brandir a sua espada. Mas a recíproca também é verdadeira, é claro. Dessa forma, além de comprar boas armaduras, uma boa ideia é manter um olho na nuca para desviar dos ataques inimigos — o que é facilitado pelo movimento prévio dos algozes, que normalmente denuncia o seu próximo golpe.

A acessibilidade de TERA pode ser percebida também pela sua interface, já que sequer existe um cursor aqui. Você vai navegar através do seu inventário utilizando teclas de atalho, enquanto que, para navegar, basta pressionar as teclas direcionais. Os diálogos também contam com os já tradicionais menus radiais, que contém as falas mais utilizadas.

No mais, TERA trará o clássico ambiente “MMO fantástico”. São seis raças diferentes para se escolher, incluindo humanos, elfos, mais quatro raças exclusivas do jogo. Estas incluem os demoníacos “castanic”, os selvagens “aman” e os desajeitados “baraka”, além dos animalescos “popori”. Também existem oito diferentes profissões em TERA. Entre as profissões de luta corpo-a-corpo, aparecem “guerreiro”, “lanceiro”, “berserker e “assassino”. Já as profissões de ataques, digamos, indiretos, são: “feiticeiro”, “arqueiro”, “clérigo” e “místico”.

Comentários ()