vale a pena?
Apesar de não possuir toda a qualidade da versão do PS3 e 360, Top Spin para Wii ainda faz bonito. Pode não parecer, mas grande parte do sucesso atual do mundo dos games se deve a um jogo esportivo, mais precisamente um jogo de Tênis. É isso mesmo: apesar de atualmente os jogos de tênis não demonstrarem sucesso extremo, houve uma época em que estes foram a única diversão eletrônica disponível.

Quando, em 1958, o cientista nuclear William Higinbotham desenvolveu uma máquina de entretenimento virtual em um osciloscópio e a entitulou Tennis For Two (tênis para dois), o mundo dos games acordava para o sucesso que faz hoje.

Entretanto, o mundo dos games evoluiu consideravelmente de lá para cá, e nos últimos 50 anos, muita coisa mudou. De um pontinho de luz em um osciloscópio, os jogos passaram a ser reproduzidos com texturas de definição de altíssima qualidade em televisões Full HD.

O resultado foram inúmeros aperfeiçoamentos, oferecendo aos jogadores títulos cada vez mais realistas. Entre eles, uma série de games de Tênis que fez muito sucesso foi Top Spin, lançada originalmente nos PCs em 2004.

A franquia focava no modo simulador, oferecendo diversos mecanismos para aperfeiçoar, cada vez mais, o realismo das partidas. Entretanto, ainda faltava uma coisa para tornar a experiência do simulador de tênis ainda mais real: um sensor de movimento.

Uma volta pelo Wii


A Nintendo dissolveu esse problema ao lançar seu novo console caseiro, o Nintendo Wii. Utilizando o Wii Remote e o Nunchuk, os desenvolvedores da 2K Games, que criaram Top Spin 3, tiveram em mãos a possibilidade de um universo completamente novo para seu simulador de tênis.

James Black é um dos astros que aparecem em Top Spin 3. Top Spin 3 foi lançado para PlayStation 3, Xbox 360, Nintendo Wii e Nintendo DS, entretanto as versões do PS3 e do Xbox 360 possuem grandes diferenças no que diz respeito a gráficos e jogabilidade.

Enquanto nelas a dificuldade de jogo é elevadíssima — oferecendo inúmeros efeitos diferenciados para a bola — e a qualidade gráfica chega, em alguns momentos, a lembrar vídeos reais, no Wii a situação muda bastante.

Ainda que possua um sensor de movimento, infelizmente a sensibilidade do controle do videogame da nintendo é bastante baixa, o que impede que uma maior variedade de movimentos seja executada.

Fora isso, existem outros dois aspectos desagradáveis na experiência de Top Spin 3: o jogo não possui tutoriais jogáveis, apenas textos explicando os comando e movimentos. A segunda falha do jogo é não oferecer um modo carreira, o que tira toda a imersão característica da série.

Um plantel de jogadores de primeira

Quem não perde uma partida sequer dos torneios do Grand Slam (principal circuito do Tênis mundial), não vai enjoar de jogar contra James Blake, Tommy Haas, Gael Monfils, Andy Murray, David Nalbandian, Andy Roddick, Mark Philippoussis, Tomas Berdych, Mario Ancic e Roger Federer pelo lado dos homens e Justine Henin, Svetlana Kuznetsova, Amelie Mauresmo, Maria Sharapova, Nicole Vaidisova e Caroline Wozniacki entre as mulheres.

Quadras de grama, saibro e cimento estão presentes no jogo. O jogador pode escolher entre todos estes e diversos outros jogadores para jogar em quadras clássicas como a do US Open, a de Rolland Garros, de Roma, Winbledon e muitas outras quadras renomadíssimas no circuito mundial de Tênis.

Existe ainda um modo de jogos no estilo arcade, que oferece três desafios diferentes: Num deles o jogador deve quebrar certos recordes em partidas simples, no outro, deve quebrar recordes diferentes em partidas de duplas, e no terceiro modo, deve ser “o invencível”, como o próprio nome do modo já diz.

Entretanto, os modos fogem muito do aspecto clássico da franquia Top Spin, e não são nada envolventes para os fãs da série. Mais um ponto fraco para a versão do Wii. Mas não há dúvida que se o objetivo é diversão entre amigos, Top Spin 3 para o Wii é muito indicado.

Aparentemente, esse é o único objetivo pelo qual o jogo foi produzido: diversão em grupo. Visto que a inteligência artificial dos seus adversários não é das melhores e o modo carreira oferecido merece ser desconsiderado.

Portanto, se você tem algum amigo próximo que está disposto a passar horas jogando Top Spin 3 ao seu lado, o jogo vale muito a pena! Já se você pretende divertir-se em carreira solo, é melhor esperar outro jogo de tênis para o Wii.